terça-feira, 5 de junho de 2018

O que é um roteiro de cinema?


Um roteiro é um texto técnico escrito no intuito de explicar para uma equipe ou produção o conteúdo e a forma da história. Apesar de ser possível ler alguns roteiros e algumas pessoas gostarem de lê-los, o roteiro é, inicialmente feito para ser lido pela equipe técnica de um filme ou programa de TV (produtores, atores, diretores, etc...).


Mesmo assim, isso não significa que o roteiro não é uma obra literária ou não precise ser atrativo. No artigo sobre o roteiro de “Corra!”, por exemplo, enalteço o fato do roteiro ser atrativo mesmo sendo técnico. Roteiros, por si só, servem para contar uma história. Mesmo sendo técnicos, eles devem emocionar, inspirar e prender o leitor.



Objetivo e conciso

Por ser um texto mais técnico e não um romance, um roteiro tem que ser objetivo e direto, sem muitos detalhes. O roteiro deve mostrar o que é colocado em cena, ou seja, a ação da história. Algumas vezes, sons são descritos no roteiro também, mas ele deve conter, principalmente a imagem do que será mostrado.

Uma atenção que devemos tomar cuidado é para que o roteirista não roube o trabalho do resto da equipe. Dessa forma, um roteirista não deve, a menos que seja de extrema importância para a história, indicar planos, trilha sonora, fotografia nem nada que interfira no trabalho de outros profissionais.

Um roteiro objetivo permite que a produção entenda a história e tenha liberdade de criar o filme e contribuir com a obra final. Um roteirista que ultrapassa demais o trabalho de outros profissionais revela imaturidade e inexperiência em seu trabalho.

Diferença entre roteiro e romance

Como disse anteriormente, um roteiro deve ser objetivo. Diferente de um romance, não vemos em roteiros descrição de cheiros, sentimentos ou pensamentos dos personagens, salvo raras exceções que são colocadas para auxiliar a equipe a entender o personagem.

Syd Field afirma em “Manual do Roteiro” que “Se você olha um romance e tenta definir sua natureza essencial, nota que a ação dramática, o enredo, geralmente acontece na mente do personagem principal.” (FIELD, Syd; 1982 p. 11). É comum vermos em romances pensamentos do personagens, principalmente quando a narrativa é em primeira pessoa.

Logo, em um roteiro, a narrativa é diferente do que vemos em um romance. É direta e se preocupa apenas em mostrar a cena e a ação do que em dizer os detalhes do que está acontecendo. Enquanto um romance é uma história contada em palavras, um roteiro é uma “história contata em imagens, diálogos e descrições” (FIELD, Syd; 1982 p. 11).

Um exemplo de como é um roteiro

O roteiro é uma bíblia. O guia. Um texto técnico para auxiliar a equipe e produção na execução de um filme. Um filme não existe sem uma história. O roteiro conta a história, a trama, os conflitos. Ele tem inicio, meio e fim. Mas apesar de ser uma história, é escrito de forma limpa e clara. Sem um roteiro, não existe filme, não existe história. O roteiro é onde tudo começa e ele precisa ser claro para que as outras etapas da produção sejam bem executadas.

No próximo post falaremos sobre as estruturas de um roteiro. O que é cabeçalho, ação, diálogos, transição.


Nenhum comentário:

Postar um comentário